Cidades-piloto

Cinco cidades brasileiras foram escolhidas para realização de pilotos da implementação local do programa Viva Voluntário. Localizadas nas cinco regiões do país, os municípios recebem, cada um, uma coordenadora local do projeto, responsável por atividades de mobilização de organizações e parceiros, fomento ao uso da plataforma Viva Voluntário, e mapeamento das atividades de voluntariado locais.

Em Salvador, São Paulo, Brasília, Boa Vista e Porto Alegre, o programa atua em parceira com as organizações Parceiros Voluntários, Teto Brasil, Escoteiros do Brasil e Cáritas Brasileira para implementação das atividades. As instituições são parte do Conselho Gestor do projeto. Conheça, abaixo, mais sobre o trabalho regional do programa e sobre a colaboração com os parceiros locais:

Salvador

TETO é uma organização que atua em 19 países da América Latina, que busca superar a pobreza nas comunidades precárias por meio do engajamento comunitário e da mobilização de jovens voluntários e voluntárias. Com um modelo de trabalho baseado na ligação entre o voluntariado e a comunidade, o TETO procura que as próprias comunidades sejam os atores transformadores do território em que vivem, gerando soluções concretas para melhorar as condições de vida no local. A organização está presente em 19 países da América Latina, com 5 sedes no Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Bahia), atuação ativa em 40 comunidades e 45 mil voluntários já mobilizados. 

O TETO é parte do Conselho Gestor do Viva Voluntário e recebe em sua sede de Salvador uma das coordenadoras locais, que trabalha junto aos colaboradores do TETO na Bahia e recebe suporte para as atividades do programa na cidade. A partir do conhecimento do TETO Bahia e da expertise no engajamento com o trabalho voluntário, a equipe do Viva Voluntário mobiliza organizações da sociedade civil, instituições públicas e privadas, e também os próprios voluntários e voluntárias para se engajarem e participarem do Programa Nacional de Voluntariado.

Saliha Rachid

Coordenadora do Viva Voluntário em Salvador

saliha.rachid@undp.org


Boa Vista

A atuação da Cáritas em Roraima começa antes mesmo da criação oficial de seu escritório local, em 5 de julho de 2018. A sede regional foi criada como parte das ações de resposta à migração venezuelana no estado, dada a necessidade da criação de um escritório para o gerenciamento dos projetos ligados aos migrantes venezuelanos. Na região, a Cáritas já realizava um trabalho de base, apoiando os catadores de resíduos sólidos da Associação Terra Viva. Atualmente, a Cáritas vem atuando prioritariamente nos eixos de integração e emergência, além de ter como parte fundamental do seu trabalho os voluntários que, em sua maioria, são venezuelanos e auxiliam no atendimento de seus compatriotas. Como a Cáritas já tem um histórico no envolvimento de voluntários em seus serviços, a organização faz parte do Conselho Gestor do Viva Voluntário e atua em parceria com o escritório de Roraima, no fomento e incentivo do voluntariado na cidade de Boa Vista.

Laurie Borelli dos Reis

Coordenadora do Viva Voluntário em Boa Vista

laurie.reis@undp.org 


Brasília


A instituição Escoteiros do Brasil, que congrega os Grupos de Escoteiros no Brasil, foi fundada em 1924 e trazida ao Distrito Federal em 1958. A Região Escoteira do Distrito Federal está afiliada à organização em nível nacional, sendo assim o órgão que abrange e auxilia todos os Grupos Escoteiros do DF e entorno. O Escotismo é um movimento de educação não-formal que aplica atividades variadas e dinâmicas de modo a incentivar crianças e jovens a se desenvolverem de forma independente e autônoma. Existem no Brasil mais de 80 mil escoteiros em 607 cidades. Desses, cerca de 20 mil são adultos que trabalham voluntariamente para levar o escotismo para mais de 60 mil jovens. 

O Escoteiros do Brasil faz parte do Conselho Gestor do Programa Viva Voluntário a nível nacional e colabora com as atividades em Brasília, no âmbito da Região Escoteira do Distrito Federal, onde a coordenadora local fica sediada. As atividades desenvolvidas pela coordenadora em parceria com o Escoteiros do Brasil – DF visam a expansão do movimento pelo território do DF e inclui o mapeamento e mobilização de organizações. Além disso, existe um processo de difusão do Viva Voluntário dentro dos grupos escoteiros, tanto para os jovens quanto adultos envolvidos no movimento.

Vitoria Faoro

Coordenadora do Viva Voluntário em Brasília

vitoria.faoro@undp.org


São Paulo e Porto Alegre

Fundada em 1997, a ONG Parceiros Voluntários contribui para a formação do capital social no Brasil. O foco estratégico da instituição evoluiu e hoje ultrapassa o voluntariado organizado: além de mobilizar e articular uma rede que envolve mais de 100 cidades, a organização é referência fundamental na criação e customização de metodologias para capacitar o terceiro setor em busca da sua sustentabilidade. Com a missão de qualificar pessoas e instituições em gestão, transparência e prestação de contas, a ONG Parceiros Voluntários, certificada como Entidade Beneficente de Assistência Social de Assessoramento – CEBAS, capacita as organizações sociais para que estabeleçam parcerias qualificadas e transparentes com os dois agentes fundamentais provedores de seus recursos financeiros: poder público e empresas. Os cursos realizados pela instituição formam gestores de organizações sociais, assessoram as empresas na criação e implementação de programas de voluntariado interno, conscientizam voluntários sobre o valor e a responsabilidade do exercício da cidadania responsável, propiciam momentos de reflexão sobre Educação Social Solidária e Voluntária e estimulam atitude sempreendedoras.

Com seu grande conhecimento em voluntariado, a ONG Parceiros Voluntários é membro do Conselho Gestor do Viva Voluntário e juntamente com as coordenadoras locais de São Paulo e Porto Alegre, trabalha na mobilização de voluntários e organizações da sociedade civil.

Luana Moraes Amorim

Coordenadora do Viva Voluntário em São Paulo

luana.amorim@undp.org